• Bibi Rossini

Três poemas de Bibi Rossini


© Laura Redburn

1


hoje eu tive meu primeiro ataque de pânico.

eu chorei e não sabia que quando alguém tem ataque de pânico chora.

eu tremi e isso eu sabia que acontece  mas não sabia que ficaria tremendo mais que meu vizinho que tem parkinson e mais que o cachorro dele que também treme. qual o nome da raça mesmo?

lembrei do que estava acontecendo e eu me senti como um reator.

logo pensei em chernobyl, fukushima

e na valesca popozuda.

depois eu ri enquanto lembrava de calorimetria e de são paulo.

me procurei por lá não por calorimetria,  por são paulo.

acho que lembrei de são paulo porque lá tem muito muito de tudo.

depois me lembrei que estava no meio de um ataque de pânico.

não conseguia segurar um copo muito menos meu corpo engraçado isso.

logo me peguei pensando

por que eu nasci?

qual minha cor favorita além de azul, vermelho, preto, branco? será que amanhã vai fazer sol? deve fazer, minha mãe diz que quando tem cigarra cantando vai fazer calorão caraca, aquele garoto do ônibus era um tesão a bala custava 1 real, né? eu faria de tudo com ele.

lembrei do ataque de pânico dos reatores e de calorimetria.

pensei em são paulo de novo e nos milhares de ônibus que tem lá sem contar as linhas de metrô.

deu vontade de beber café, eu bebi.

isso tem a ver com a vontade de ir pra são paulo de ter alguém comigo por isso são paulo lá tem muito de tudo eu quero tudo que der pra ter.

talvez um gato três mil tatuagens principalmente aquelas de que nos    arrependemos um teatro na esquina e cinema pra pagar mais barato às segundas um namorado artista que toca e canta caetano desafinado  e que me segura quando tenho ataques de pânico.

eu não consigo segurar nem um copo muito menos meu corpo eu já disse que gostaria de um animal de estimação, talvez um gato?

lembrei do meu vizinho que tem parkinson e do cachorro dele que treme. eles fazem uma ótima equipe.

qual o nome da raça mesmo?


2


pernas abertas pra cima minha cabeça mergulhada na profundeza rosa que já foi e será vermelha, marrom, roxa de todas as cores possíveis com tantos nomes tantos nomes como os das donas que carregam identidade de formas impossíveis com cheiros furta-cor frutas e nomes sucessos da mpb

você é linda mais que demais

e sim eu digo isso pra todas todas as cores-identidades-frutas

mas não.

não se desespere.

porque

todas são realmente lindas.

principalmente

quando molhadas.

3


hoje amanheceu como um daqueles dias em que não se tem nada além da sua própria memória

o cheiro de petrópolis de manhã cedo o vestido azul  o cabelo comprido e uma igreja

todas as vezes que você não riu a avó que você nunca conheceu as décadas que você não viu todos os carnavais do rio a revolução do chá platão e sua alegoria cleópatra e seu vibrador raça negra no auge

a vida que era mais vida mesmo sem o nascimento de quem quer que eu viria a ser. 


_

Bibi Rossini nasceu seis dias depois do 11 de setembro, ama água, adora salpicão e odeia cultura pop. Canta dentro e fora do chuveiro e dança escondida.


78 visualizações